quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Nossa falta de compromisso






 
O compromisso com Deus e não com Homens

“Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem”.
1 Timóteo 4 : 14 a 16
“Participar dos ministérios e departamentos da igreja não é cumprir formalidade, é honrar o compromisso assumido, parte fundamental para o êxito em fazer a obra de Deus com zelo”.
Tenho enfrentado lutas ao excesso de faltas . Dor de cabeça, dor no pé, mal estar repentino, falta de desejo de tocar , visita à casa de parentes e tantas outras desculpas tentam justificar as constantes faltas e até em alguns casos o desligamento inesperado.
É nos cultos de doutrina, que tenho sofrido mais, não muitos dias atrás em um culto de doutrina, demorei-me um pouco para sair da igreja quando inesperadamente e de forma estratégica uma membra surge na rua de trás, (“para não passar em frente à igreja”), vindo de outra igreja.
“ Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, “...
Hebreus 10.25
Tudo é motivo para faltar – estudos, festas, família, dinheiro ,namoro... É claro que não podemos julgar as pessoas, mas como participantes da obra do Senhor sabemos que existem aqueles que criam situações inimagináveis e até hilárias para faltar e até abandonar a obra . Mal sabem eles que assumiram em público um compromisso com Deus e não com o pastor da igreja ou membros da igreja .
Infelizmente, muitos agem como “fogo de palha” na obra de Deus. São formidáveis nos primeiros meses , falam que “vão fazer e acontecer”, mas depois começam a criar situações diversas para não cumprir com os propósitos de Deus aqui na Terra .
O compromisso é a marca registrada do crente. É como se fosse o “selo de qualidade cristã ”. Por isso, ao assumir o compromisso de participar de algo, a pessoa deve fazer o possível para cumpri-lo, caso contrário, as coisas começam a desandar. Comprometimento é preciso. Faltar, só se houver realmente necessidade.
É comum as pessoas aceitarem facilmente o convite para uma festa ou um passeio, mas quando o assunto é igreja não têm a mesma disponibilidade. Inventam desculpas e colocam tudo acima da igreja, ou devo dizer de Deus, claro. Pois não é para ele o nosso trabalho ou ele é um mero expectador da nossa vida que sempre fica em segundo lugar?
Ø Portanto cabe ao líder tomar decisões para um desenvolvimento dos membros e liderados.Algumas dicas:
Não seja um líder autoritário, isto é, mandão, que não ouve os liderados, que é grosso ao falar, prepotente e que acha que só a opinião dele é que conta. Um líder que age assim, “espanta” os seus liderados.
Saia da mesmice. Utilize vídeos, DVDs, realize palestras, convide pessoas para falarem a respeito da área com a qual vocês estão trabalhando. Se for um grupo de louvor, por exemplo, chame alguém para dar um palestra interessante ao grupo.
Ø Para o liderado
Se você fosse o líder, certamente não gostaria que os seus liderados faltassem sem uma justificativa convincente. Então, não aja da mesma forma.
Seja participante e pergunte sempre que não souber de algo ou quando não entendeu. Caso não queira interromper o pastor, regente, etc... pergunte ao final do mesmo.
Não seja um liderado “problema”, aquele que vive faltando, que não tem compromisso com Deus e com o seu líder e faz o que quer. Lembre-se: Deus tudo vê !
»SALMOS 139
·A ONIPRESENÇA E A ONIPOTÊNCIA DE DEUS
Salmo de Davi para o músico-mor
1 SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.
2 Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
3 Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
4 Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces.
5 Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão.
6 Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir.
7 Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
8 Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
9 Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
10 Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
11 Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
12 Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa;
Que Façamos o melhor para o Senhor então.


Pastor Nilton Arruda
Igreja Cristo Salva Ministério Cumbica/Setor Vila Any

Nenhum comentário:

Postar um comentário