sábado, 10 de dezembro de 2011

Missões - O marketing!




Ao longo dos meus anos como ministro, tenho tido a oportunidade de conhecer muitos ministérios, dos quais uma grande parte tem uma abordagem “missionária”, ou seja, carregam a bandeira de levar o evangelho a outras nações.

Porém, tenho percebido que existe uma apropriação indébita do termo missões, pois, muitos usam essa palavra pra alavancar seus projetos pessoais. Basta colocar que o alvo é missionário que tudo vale.

Decidi não me calar mais em relação a esse engodo “missionário” que na verdade suga os recursos da Igreja e gera um tipo de obreiro Fast-food.(John Dawson, 2001). Esses são obreiros que querem mudar a história de uma nação nos atos proféticos, os quais têm seu lugar mas não são o marco definidor de uma nação. Obreiros que vivem para escrever e promover seus projetos, os quais não representam muita relevância na vida de uma comunidade. Já me deparei com cada proposta que tenho até vergonha de citá-las. Mas tudo isso tem uma fundamentação: “Missões”.

Não suporto mais ver pessoas desafiando a igreja para as nações e ao mesmo tempo saber que geralmente essas mesmas pessoas não estão dispostas a serem resposta do seu próprio apelo. Acho isso uma crueldade com a noiva de Cristo, pois geralmente, essas pessoas exercem influência sobre centenas de milhares de pessoas das quais, umas foram chamadas para as nações e vão se posicionar, outras não foram chamadas mas foram constrangidas pelo apelo, e outros ainda irão se sentir culpados por não terem coragem de responder a esse clamor.

Creio que nunca podemos perder o alvo missionário. A Igreja foi chamada pra levar as boas novas de Cristo a todos os povos da terra. Mas isso não deve ser feito pelo “emocionalismo”, mas sim através do preparo sistemático de obreiros que tenham sua vida aprovada na comunidade local, visto que, é na localidade que somos forjados pois não ficamos escondidos atrás de eventos, que chamados mirabolantes. Na localidade somos confrontados em nosso caráter, motivações, temores, e também, é lá que se encontra a possibilidade de nossa cura e aprovação diante de Deus.

Caso você sinta um chamado missionário então é hora de aprofundar sua vida no conhecimento do Senhor, na sua palavra, nos seus estatutos. Você terá que aprender o que é servir, e servir sem esperar nada em troca. Procure seus líderes e disponha sua vida na localidade. Não tema a restrição dos homens pois quem intentará contra a vontade soberana de Deus? E por favor, não use desse chamado pra auto-promoção. Missões não é marketing, mas um desafio árduo. Isso mesmo. Não trate o assunto no romantismo, mas trate com realismo.

Meu desejo é que a obra missionária feita a partir do Brasil seja sólida e abrangente e que realmente o fruto desse trabalho seja para glória Dele, e somente Dele.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Crente pentecostal????????



Sinceramente não dá, apesar de ser pastor de uma denominação pentecostal, tenho refutado e combatido com esmero os exageros do movimento pentecostal.
Dá-se muita importância no falar em línguas (dos anjos, segundo os desprovidos das escrituras, e olha que eu ensino!!! É só fazer uma breve leitura em Atos dos apóstolos e voce descubrirá que língua falaram),
mas não dão pouca ou nenhuma importância em falar da vida alheia, são fanfarrões, e se estivermos despercebidos encontraremos muitas línguas forjadas na igreja (surianda la mashaia, surianda la mashow)
conhece alguém que fala assim?
Falo aqui com propriedade, creio nos dons, eu mesmo tenho o dom da glossolalia, mas me irrito quando   em  um  culto as pessoas não conseguem adorar a Deus se não for à base do reteté. O que ganhamos com isso? Deixamos a palavra de lado, só pre ver o frenesi dos pentecostais, é um absurdo, eu sofro muito em pregar em lugares assim , porque se eu não berrar reecebaaaaaaaaa, ninguém dá um glória.
Veja o vídeo que eu postei aqui.
Que o Senhor nos ajude.

Assistiu? Onde está a palavra? Acredite tem pior por aí.
Há o endereço está no final do vídeo fique à vontade, faça uma visita.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Panelinhas, O CANCER de nossas IGREJAS.

Panelinhas, O CANCER de nossas IGREJAS.


"Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois, porventura, carnais, e não andais segundo os homens?"1 Co 3:3


Tudo começa com pequenos grupos de pessoas que por ter uma amizade "sincera" se reúnem e percebem com o tempo que isso as tornam mais fortes. apartir daí só Deus sabe. o termo facção quer dizer: Grupo de conflito, geralmente pouco organizado e fluido, que marca a transição de um estado de desorganização para a reorganização da comunidade. mais comumente chamado de "PANELINHA". termos tão bonitinho! mas que causa perdas irreparáveis.

Jesus sempre usou analogias para defender ideias complexas e trazer a luz verdades muito alem do conhecimento dos ouvintes, pois sempre é um recurso bem mais simples de exemplificar algo que está oculto ou de difícil compreensão.
Pois bem pensando na igreja como um corpo assim como um corpo humano, e de todas as doenças que nosso corpo pode sofrer não dá pra deixar de lado a tão terrível C.A ou câncer. que por algum motivo acontece quando um grupo de células resolvem se juntar e multiplica, causando a desarmonia no organismo, e acabando por tornasse um organismo indesejado e parasitário, que todos sabem retiram energia vital do corpo, levando o indivíduo à morte.

O que os grupinhos ou"panelinha" fazem é exactamente isso, se juntam as vezes por razões nobres, uma festinha, apresentação, congresso, e sem perceber notam que estar junto os fazem mais fortes, e todos sabemos quando a maioria fala a mesma linguagem tudo é "verdadade" e "aceitável" afinal o que vale é voz da maioria, é verdade a maioria disse: Solta Barrabas! e Crucifica Jesus!. as panelinhas enquanto são "Cistos" pequenos apenas afligem seu ditos "Não chegados" irmão que não fazem parte do grupo!. mas com o tempo deixam de trabalhar em prol do Corpo "igreja" e passam a fazer o organismo trabalhar pra eles mesmos, e assim o câncer se alimentam e crescem em seus orgulhos, suas dominações, determinando quem é Bom e quem não é, fazendo de momentos que deveriam ser de harmonia verdadeiras guerras de poder alimentando seus Ego e suas vaidades.

O grande problema é geralmente são muito carismáticos, como dizemos "são umas bênçãos" e influciam geralmente a liderança, afinal São fortes e capacitados, é triste que vamos ver muitos morrerem por causas de parasitas que em nada cooperam pra harmonia mas que só cooperam se a glória e seu nome estiver estampado ou se sua assinatura estiver no evento. e assim como o câncer as vezes tirá-los causam perda irreparáveis então o que fazer?

como não encontraram a cura para nem um nem outro seguimos o conselho do escritor aos Hebreus que diz:

"Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à dextra do trono de Deus." Hebreus 12:2




sexta-feira, 21 de outubro de 2011

O SEGREDO DA ORAÇÃO RESPONDIDA

Anatoli Levitin, um escritor e historiador russo, passou anos numa prisão na Sibéria onde as petições a Deus pareciam ficar congeladas no chão. Contudo, ele voltou muito bem ajustado espiritualmente. "O maior milagre de todos é a oração", ele escreveu. "Eu preciso apenas me voltar mentalmente para Deus e imediatamente sinto uma força que toma conta de minha alma, de todo o meu ser. O que é isso? Onde eu, um homem velho e insignificante, cansado da vida, pode obter essa força que me renova e me salva, elevando-me acima da terra? Ela vem de fora de mim, e não há poder no mundo que possa resistir a ela".
Nessa lição veremos como a oração pode nos ajudar a edificar uma forte relação com Deus e uma vida cristã vibrante.
1. CONVERSANDO COM DEUS
Como podemos ter certeza de que Deus nos ouve quando oramos?
"Então vocês clamarão a Mim, virão ORAR A MIM, e EU OS OUVIREI. Vocês Me procurarão e Me acharão quando Me procurarem de todo o coração". Jeremias 29:12, 13. (A não ser quando indicado, todos os textos bíblicos da série DESCOBERTAS BÍBLICAS são da Nova Versão Internacional da Bíblia [NVI].).
Que certeza Jesus nos dá de que Ele nos ouve e responde as orações?
"Por isso lhes digo: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta". Lucas 11:9
A oração é uma conversa que envolve falar e ouvir. É isso o que Jesus promete:
"Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo". Apocalipse 3:20
Como é possível se sentar e ter uma boa conversa de hora de jantar com Cristo?
Primeiramente, contando para Ele em oração o que se passa em nosso coração. Segundo, ouvindo atentamente. Ao meditarmos em oração, Deus pode falar diretamente a nós. E, ao lermos a Palavra de Deus em devoção, Deus falará a nós através de suas páginas.
A oração pode se tornar um estilo de vida para o cristão.
"OREM CONTINUAMENTE. Dêem graças em toda as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus". I Tessalonicenses 5:17, 18.
Como podemos orar "continuamente"? Precisamos ficar de joelhos todo o tempo ou repetir continuamente frases de adoração e petição? Claro que não. Devemos viver tão intimamente ligados a Jesus que possamos ter liberdade para falar com Ele a qualquer hora, em qualquer lugar.
"Entre as pessoas na rua, ou em meio a uma transação comercial, podemos elevar a Deus um pedido, solicitando a direção divina... A porta do coração deveria estar constantemente aberta, sempre pedindo a Jesus que venha habitar em nós, como hóspede celestial". Ellen G. White, Caminho a Cristo (Casa Publicadora Brasileira: Tatuí, SP, 1999), pág. 99.
Uma das melhores maneiras de desenvolver esse tipo de relação íntima é aprender a meditar enquanto oramos.
"Seja-lhe agradável a minha meditação, pois no Senhor tenho alegria". Salmo 104:34
Não ore falando rapidamente a sua lista de pedidos. Espere. Ouça. Um pouco de reflexão durante a oração pode enriquecer grandemente seu relacionamento com Deus.
"Aproximem-se de Deus, e Ele se aproximará de vocês!" Tiago 4:8
Quanto mais perto chegarmos de Jesus, mais seremos capazes de experimentar Sua presença. Por essa razão, continue sempre a falar com Jesus através de seus pensamentos. Não se preocupe em falar as palavras certas, apenas fale honesta e abertamente com Ele. Fale sobre tudo. Ele teve que passar pela própria agonia da morte para poder se tornar seu Amigo Íntimo.
2. COMO ORAR
Quando você se engajar na oração, talvez deseje seguir o esboço da Oração do Senhor, o modelo de oração ensinado por Jesus a Seus discípulos em resposta ao pedido: "Senhor, ensina-nos a orar".
"Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o Teu nome. Venha o Teu reino; seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu. Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia. Perdoa as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque Teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém". Mateus 6:9-13
De acordo com o padrão que Jesus deu em Sua oração, devemos ir a Deus como nosso Pai celestial. Peça-Lhe que Sua vontade tome conta de seu coração da mesma forma que essa vontade é feita nos céus. Nós O buscamos para saciar nossas necessidades físicas, obter perdão, e para ter uma atitude de perdão para com os outros. Lembre-se que nossa capacidade de resistir ao pecado vem de Deus. A oração de Cristo termina com expressões de louvor.
Em outra ocasião, Jesus instruiu Seus discípulos a orarem ao Pai "em Meu nome" (João 16:22), isso é, para orar em harmonia com os princípios de Jesus. Essa é a razão pela qual os cristãos normalmente terminam suas orações com as palavras: "Em nome de Jesus, Amém!" O amém é uma palavra hebraica que significa "Assim seja!".
Apesar de a Oração do Senhor nos dar diretrizes sobre o que orar e como formular uma oração, nossa comunicação com Deus funciona melhor como uma composição espontânea de nosso coração.
Podemos orar sobre qualquer coisa. Deus nos convida a orar pelo perdão de nossos pecados (I João 1:9), pelo aumento de nossa fé (Marcos 9:24), pelas necessidades da vida (Mateus 6:11), pela cura do sofrimento e da dor (Tiago 5:15), e pelo derramamento do Espírito (Zacarias 10:1). Jesus nos assegura que podemos levar todas as nossas necessidades e preocupações a Ele; nada é muito pequeno que não seja motivo de oração.
"Lancem sobre Ele toda a sua ansiedade, porque Ele tem cuidado de vocês". I Pedro 5:7
Nosso Salvador está interessado em cada detalhe de nossas vidas. Seu coração fica feliz quando nossos corações O alcançam em amor e fé.
3. A ORAÇÃO PARTICULAR
A maioria de nós tem coisas que hesitamos em compartilhar até mesmo com nossos amigos mais íntimos. Por essa razão, Deus nos convida a aliviarmos nossas cargas em oração particular: conversa de um para um com Ele. Não é que Ele precisa de qualquer informação. O Todo-Poderoso conhece nossos medos mais secretos, nossos motivos mais escondidos, e ressentimentos enterrados no profundo de nosso ser, ainda melhor do que nós mesmos. Mas precisamos abrir nosso coração Àquele que nos conhece intimamente e nos ama infinitamente. A cura pode começar quando Jesus tem acesso às nossas feridas.
Quando oramos, Jesus, nosso Sumo Sacerdote, está próximo a nós para nos ajudar:
"… Temos… Alguém que, como nós, PASSOU POR TODO TIPO DE TENTAÇÃO, porém, sem pecado. Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade". Hebreus 4:15, 16
Você se sente ansioso, estressado ou culpado? Coloque tudo diante do Senhor. Só assim, então, Ele pode suprir todas as nossas necessidades.
Deveríamos ter algum lugar especial para termos nossa oração particular?
"Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que... o recompensará". Mateus 6:6
Em acréscimo à oração que podemos fazer enquanto andando pela rua, trabalhando, ou usufruindo uma reunião social, cada cristão deveria estabelecer um momento especial para a oração pessoal e estudo da Bíblia. Faça seu encontro diário com Deus num momento no qual você se sinta mais atento e possa se concentrar melhor.
4. ORAÇÃO PÚBLICA
Orar com outras pessoas cria uma união especial e convida o poder de Deus a atuar de uma maneira especial.
"Pois onde se reunirem dois ou três em Meu nome, ali eu estou no meio deles". Mateus 18:20.
Uma das maiores coisas que podemos fazer como família é desenvolver uma vida conjunta de oração. Mostre para seus filhos que levamos nossas necessidades diretamente a Deus. Eles irão se entusiasmar com Deus ao perceberem Suas respostas nos detalhes práticos da vida. Faça do culto familiar um momento alegre e relaxado de se compartilhar a vida entre todos.
5. OS SETE SEGREDOS DA ORAÇÃO RESPONDIDA
Quando Moisés orou, o Mar Vermelho se dividiu. Quando Elias orou, fogo desceu dos céus. Quando Daniel orou, um anjo fechou a boca dos leões. A Bíblia nos apresenta muitos relatos de orações respondidas. E ela nos recomenda a oração como a forma de nos apoderarmos do poder infinito de Deus. Jesus promete:
"O que vocês pedirem em Meu nome, Eu farei". João 14:14
Ainda assim, algumas orações parecem que não foram percebidas. Por quê? Aqui estão sete princípios que ajudarão você a orar mais eficientemente:
(1) MANTENHA-SE LIGADO A CRISTO
"SE VOCÊS PERMANECEREM EM MIM, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem e lhes será concedido" João 15:7
Quando priorizamos nosso relacionamento com Deus e nos mantemos sempre em contato com Ele, estaremos ouvindo e buscando respostas para nossas orações que, de outra maneira, passariam despercebidas.
(2) MANTENHA A CONFIANÇA EM DEUS
"E tudo o que pedirem em oração, SE CREREM, vocês receberão". Mateus 21:22
Crer ou ter fé significa que estamos realmente esperando que nosso Pai celestial supra nossas necessidades. Se você está preocupado por falta de fé, lembre-se de que nosso Salvador fez um milagre em favor de um homem que clamava em desespero:
"Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade!" Marcos 9:24
Concentre-se apenas no exercício da fé que você JÁ tem; não se preocupe com a fé que você AINDA NÃO tem.
(3) SUBMETA-SE HUMILDEMENTE À VONTADE DE DEUS
"Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa DE ACORDO COM A VONTADE DE DEUS, Ele nos ouvirá". I João 5:14
Lembre-se que Deus deseja nos ensinar algo na oração, além de nos conceder coisas. Por isso, algumas vezes Ele diz: "Não"; algumas vezes Ele nos conduz noutra direção. A oração é uma maneira de conseguirmos mais e mais intimidade com a vontade de Deus. Precisamos estar sensíveis às respostas de Deus e aprender delas. Manter um registro de pedidos específicos e as respostas recebidas é de grande utilidade.
O Espírito Santo ajudará você a pedir corretamente, pois "o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus" (Romanos 8:27). Lembre-se que nossa vontade sempre seria igual a vontade de Deus se pudéssemos ver o que Ele vê.
(4) ESPERE PACIENTEMENTE EM DEUS
"Esperei confiantemente pelo Senhor; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro". Salmo 40:1, Edição Almeida Revista e Atualizada, 2a edição.
O ponto principal aqui é manter sua mente em Deus, manter seu foco na solução que Ele dá. E não peça a ajuda de Deus num momento, e no momento seguinte você tenta afogar suas mágoas buscando algum tipo de prazer. Espere pacientemente pelo Senhor; precisamos muito dessa disciplina em nossa vida.
(5) NÃO SE AGARRE A ALGUM PECADO ACARICIADO.
"Se eu ACALENTASSE O PECADO NO MEU CORAÇÃO, o Senhor não me ouviria". Salmo 66:18.
Pecados acariciados impedem a atuação do poder de Deus em nossa vida; isso nos separa de Deus (Isaías 59:1, 2). Você não pode agarrar o pecado com uma mão e buscar a ajuda divina com a outra. Uma confissão e arrependimento sinceros solucionam esse problema.
Se não estivermos dispostos a permitir que Deus nos liberte dos pensamentos, palavras e atos maus, nossas orações não serão eficientes.
"Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres". Tiago 4:3.
Deus não vai responder "sim" às suas orações egoístas.
Mantenha os ouvidos abertos à lei de Deus e Sua vontade, e Ele manterá os ouvidos abertos às Suas petições.
"Se alguém se recusa a ouvir a lei, até suas orações são detestáveis". Provérbios 28:9.
(6) SINTA A NECESSIDADE DE DEUS
Deus responde àqueles que pedem por Sua presença e poder em suas vidas.
"Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos". Mateus 5:6
(7) PERSEVERE EM ORAÇÃO
Jesus ilustrou a necessidade de perseverar em nossos pedidos através da história de uma viúva insistente que sempre trazia seu pedido diante de um juiz. Finalmente, o juiz disse em exasperação: "Está viúva está me aborrecendo; vou fazer-lhe justiça". Então, Jesus concluiu: "Acaso Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a Ele dia e noite? Continuará fazendo-os esperar?" (Lucas 18:5, 7).
Discuta todas as suas necessidades, esperanças e sonhos com Deus. Peça por alguma bênção em particular, por ajuda nos momentos de necessidade. Continue buscando, continue ouvindo, até que você aprenda algo da resposta de Deus.
6. OS ANJOS SUPREM A NECESSIDADE DAQUELES QUE ORAM
O salmista se regozijou com o ministério dos anjos do Senhor por suas orações terem sido respondidas:
"Busquei ao Senhor, e Ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores... O anjo do Senhor é sentinela ao redor daqueles que o temem, e os livra". Salmo 34:4, 7
Quando oramos, Deus envia anjos como resposta às nossas orações (Hebreus 1:14). Cada cristão tem a companhia de um anjo da guarda:
"Cuidado para não desprezarem um só destes pequeninos! Pois eu lhes digo que os anjos deles nos céus estão sempre vendo a face de meu Pai celeste". Mateus 18:10
Por causa de nossas orações:
"Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus". Filipenses 4:5-7
7. O ESTILO DE VIDA CRISTÃO
A Bíblia descreve um estilo de vida cristão bem peculiar. De acordo com Efésios 4:22-24, o cristão deve "despir-se" do antigo estilo de vida que é resultado de "desejos enganosos" e "revestir-se" do novo estilo de vida, que é o de ser "criado para ser semelhante a Deus". Nessa passagem e na Lição 6, descobrimos que no novo nascimento, somos "re-criados" para sermos um tipo diferente de pessoa em Cristo.
Essa lição e as seis lições que se seguem, mostram o estilo de vida cristão; elas revelam os segredos de uma vida cristã feliz. Elas ajudarão você a ter um forte relacionamento com Cristo, que resultará num estilo de vida cristão bem peculiar. Por isso, fixe seus olhos em Jesus hoje, e você pode fazer parte daquela celebração final de vitória quando a paz de Cristo reinar eternamente.

Copyright © 2004 The Voice of Prophecy Radio Broadcast
Los Angeles, California, U.S.A.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

HiPOCRISIA

hipocrisia

Significado de Hipocrisia

s.f. Vício que consiste em aparentar uma virtude, um sentimento que não se tem.
Fingimento, falsidade.






Para maior compreensão, na época medieval no auge da civilização grega, era comum os teatros ao ar livre  e as apresentações performáticas eram intrigantes.  Os atores, como é comum hoje e não poderia deixar de ser, deviam encarnar a personagem, para tanto, usavam-se mascaras como as de cima .

É por isso que  o teatro hoje é representado por máscaras como na figura acima

Ou seje, no grego a palavra hipocrisia é HUPOCRITES, que siginica ator mascarado.

Mas sinceramente não dá pra engolir esse mesma hipocrisia dentro da Igreja do Senhor, por isso há tantas ovelhas desgarradas, feridas e desacretidas de tudo que representa a bíblia.

Duas obras do Dr. Paulo Romeiro:



 
 Tratam com propridade esse assunto, em que pessoas saem da igreja justamente, por falácias triunfalistas que nunca se cumprem em suas vidas.





É por isso que pessoas entram e saem da igreja. E a saída certamente sempre com maior fluidez do que a entrada. Mas não parte só de pastores e líderes mas dos membros da igreja, que não vigiam com o que e pra quem falam as coisas.
Sinceramente não dá!!!!
Apesar disso ensino, instruo, admoesto, enfim preparo os membros, como só restasse um profeta, mas sei que não estou sozinho nessa peleja, porque ainda existem outros profetas.





NÃO AOS ATORES MASCARADOS NA IGREJA, que já nem usam mais máscaras, cuja a vida inteira é uma farsa, cujo o próprio rosto é uma máscara, e já não reconhece mais.
Perdeu a graça, esta com a mente cauterizada é cego espiritualmente.






Pr. Nilton Arruda
CONTATO: (11) 6893-4217 (Oi)
                     (11) 5498-4118 (Tim)

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A MULHER : SEU LUGAR NAS ESCRITURAS

A MULHER:

SEU LUGAR NAS ESCRITURAS

silêncio
Nossos dias são de muita inquietação. O Movimento Sufragista Feminino obteve sua grande vitória -- o voto das mulheres -- há alguns anos e desde então as coisas têm avançado a passos gigantescos. Até mesmo uma instituição tão conservadora quanto a Igreja Oficial (o autor se refere à Igreja Anglicana, na Inglaterra) está se preparando para dar às mulheres um lugar em seu ministério.
Do ponto de vista político, essa questão não deveria preocupar o cristão. Sua "política" é celestial pois "a nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo" (Fp 3:20). Somos, contudo, naturalmente afetados pelo que nos rodeia. A anarquia no mundo tende a induzir à anarquia na igreja. Sendo assim, parece que o momento é propício para um exame deste assunto tão importante -- A mulher: seu lugar nas Escrituras.
Primeiramente, o assunto parece dividir-se em duas partes:
1. A mulher: seu lugar na natureza;
2. A mulher: seu lugar na graça.
Torna-se, contudo, impossível separar inteiramente as duas. O lugar da mulher na natureza é uma figura do seu lugar na graça, ou melhor dizendo, do seu relacionamento de mulher cristã para com Deus. Isto se destaca através da própria maneira pela qual a mulher foi criada. Foi uma maneira especial -- em extremo contraste com qualquer outro ser. E foi também de uma maneira simbólica e ilustrativa. Adão mergulhou num profundo sono -- figura da morte de Cristo. Uma costela foi retirada de seu lado, e dela foi feita uma mulher que lhe foi apresentada como ajudadora. É uma figura da igreja -- o resultado da morte de Cristo -- que Lhe será apresentada como noiva.
A expressão "Ou não vos ensina a mesma natureza" encontrada em 1 Coríntios 11:14 tem uma aplicação bastante ampla. Deus, em Sua sabedoria, colocou grandes diferenças na constituição física, mental e emocional do homem e da mulher. De uma maneira muito evidente Ele os criou para serem distintos, ainda que se complementando. A estatura, força e capacidade de raciocinar, que no homem são mais destacadas, contrastam de uma maneira afortunada com a graça, gentileza e agilidade mental naturais à mulher.
O fato de que a mulher "provém do varão" demonstra a sua igualdade. Ela não é inferior, mas igual, ajudadora. Entre homem e mulher há semelhança, identidade; entre o homem e a mulher há igualdade, mas com distinção. E é por isso que o fato de que a mulher "provém do varão" também proclama a supremacia que Deus concedeu ao homem, além do privilégio que ela tem de conceder ao homem o lugar que Deus lhe deu.
Homem e mulher são iguais moralmente, mas o homem é a cabeça posicionalmente. As Escrituras declaram explicitamente: "Porque o varão não provém da mulher, mas a mulher do varão. Porque também o varão não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do varão... Todavia, nem o varão é sem a mulher, nem a mulher sem o varão, no Senhor. Porque, como a mulher provém do varão, assim também o varão provém da mulher, mas tudo vem de Deus" (1 Co 11:8,9,11,12). Que apresentação primorosamente comedida e equilibrada da verdade!
Tudo isto tem a intenção de ilustrar o relacionamento entre Cristo e a igreja. Em Efésios 5, o relacionamento entre marido e mulher foi desvendado. Deve a mulher se submeter ao marido? Sim, com base na declaração de que "o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja" (Ef 5:23). Da mesma forma, os maridos devem amar suas esposas "como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela" (Ef 5:25). Deve o homem abandonar seu pai e sua mãe para se juntar à sua mulher como uma só carne? Quanto a isto somos lembrados: "Grande é este mistério: digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja" (Ef 5:32).
O leitor verá que desde o princípio o lugar da mulher na natureza é uma figura do seu lugar na graça; e constatará ainda, conforme avançarmos, que é uma figura do relacionamento da igreja com Cristo. Que coisa maravilhosa!

EVA

Foi-nos dito: "Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão, não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão" (1 Tm 2:13,14). Temos aqui a primeira e mais poderosa advertência contra a mulher assumir a liderança. Um farol poderoso bem no começo da viagem do homem através do oceano do tempo.
Ao invés de repelir o avanço da serpente, buscando a ajuda e a proteção da cabeça que Deus lhe dera, a mulher agiu com independência. Não há necessidade de explorar a seriedade do ato, nem a indizível tristeza dos seus resultados.

SARA

Depois de Eva, a primeira mulher na Bíblia a receber mais do que apenas uma observação passageira foi Sara. Evidentemente ela era uma mulher de personalidade vigorosa. Ela não era um mero objeto, sem capacidade de raciocínio ou vontade própria. Pelo contrário, podemos deduzir que ela foi uma mulher hábil e decidida. Mas ela permanece como o exemplo das "santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam sujeitas aos seus próprios maridos", pois lemos "como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; da qual vós sois filhas, fazendo o bem" (1 Pd 3:5,6). Isto demonstra claramente a posição da mulher em relação ao homem, e a prática seguida pelas piedosas mulheres da antigüidade.

DÉBORA

Débora ocupa um lugar de destaque nas Escrituras. Foi uma profetisa -- também era mulher casada e juíza em Israel. Ela foi uma exceção à regra, mas a exceção comprova a regra. As Escrituras não falam contra o lugar que ela ocupou, mas também não o aprovam. Contudo é suficiente o que foi dito pela própria Débora para vermos o que ela pensava sobre o assunto -- condenou, pelo menos, a negligência dos homens, para não dizermos mais (Jz 4:4-10).
Ela convocou Baraque para que atacasse Sísera. No papel de profetisa, disse-lhe que o Senhor entregaria o inimigo em suas mãos. Mas Baraque, em sua covardia, não quis ir, a não ser que Débora o acompanhasse. Ela prontamente concordou com seu pedido, mas o informou que daquela missão ele não teria nenhuma honra -- Sísera seria apanhado pela mão de uma mulher. Certamente a observação de Débora implicava que, se era motivo de vergonha para Baraque que uma mulher matasse Sísera, não era menos vergonhoso que uma mulher fosse obrigada, pela covardia dos homens, a julgar Israel.

MULHERES DO NOVO TESTAMENTO

Quando nos aproximamos do Novo Testamento, descobrimos a posição das mulheres piedosas, honradas e belas no mais alto grau. A virgem Maria -- "agraciada" -- "bendita entre as mulheres"; sua prima Isabel, mãe de João Batista; Ana, idosa viúva de oitenta e quatro anos, dedicada ao serviço de Deus, são as mais belas personagens conectadas ao nascimento de Cristo.
Maria, a irmã de Lázaro, assentava-se aos pés do Senhor para ouvir a Sua palavra. Foi ela que O ungiu para o Seu sepultamento, uma ação que jamais perderá a sua fragrância -- "onde quer que este Evangelho for pregado, em todo o mundo, também será referido o que ela fez para memória sua" (Mt 26:13). Ela recebeu um elogio que não poderia ser mais elevado: "Esta fez o que podia" (Mc 14:8). À Maria Madalena foi concedida a alta honra de transmitir a maravilhosa mensagem da ressurreição de Cristo aos Seus discípulos: "Dize-lhes que eu subo para o meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus" (Jo 20:17). Pensem nas mulheres que serviam o bendito Senhor Jesus (Lc 8:3). Que honra!
E quando chegamos ao tempo quando Cristo já havia subido aos céus e o Espírito Santo já havia sido enviado, somos lembrados das "mulheres gregas da classe nobre" (At 17:12) que creram e do elogio que Paulo fez às mulheres que trabalharam no Senhor (veja Rm 16). Ou Priscila, que sob a liderança de seu marido, teve o privilégio de instruir o eloqüente Apolo, declarando-lhe "mais pontualmente o caminho de Deus" (At 18:26). Que belo e honrado caminho foi esse trilhado pelas mulheres cristãs!

O LUGAR DA MULHER NO MINISTÉRIO

Seu lugar enfaticamente não é o do testemunho público. Temos sessenta e seis livros na Bíblia e todos os seus autores foram homens. Não há uma mulher entre os autores. Foram diretamente escolhidos por Deus. Houve doze apóstolos, e foram todos homens. Nenhuma mulher foi escolhida para apóstolo. Foram setenta os enviados pelo Senhor, além dos apóstolos. Não fomos informados de que houvesse uma mulher entre eles. A suposição de que todos eram homens é tão forte, em associação com os ensinamentos gerais das Escrituras a este respeito, que resulta em prova positiva. Houve "sete varões de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria", escolhidos em Atos 6 para "servir às mesas". Nenhuma mulher foi escolhida.
Houve muitas testemunhas citadas em 1 Coríntios 15 para provar a ressurreição do Senhor. Homens foram mencionados como testemunhas, mas não se citou nenhuma mulher. Isto torna-se extraordinariamente significativo em razão de Maria ter sido a primeira pessoa que viu o Cristo ressuscitado, e recebeu a incumbência de transmitir a maravilhosa mensagem aos discípulos. Sua exclusão da lista das testemunhas é a prova mais forte possível de que as Escrituras não concedem à mulher um lugar de testemunho público.
Houve bispos escolhidos na igreja primitiva; foram todos homens. Nenhuma mulher estava entre eles. Diáconos e anciãos também foram escolhidos na igreja primitiva, conforme descrito em 1 Timóteo e Tito. Foram todos homens. Temos duas testemunhas em Apocalipse 11. São profetas -- não profetisas ou um profeta e uma profetisa, mas profetas -- homens.

A MULHER FORA DO SEU LUGAR

Quando as mulheres saem do seu lugar, parece que se transformam em presas especiais do diabo. Na parábola foi uma mulher que introduziu o fermento nas três medidas da massa -- tipo da introdução de princípios corruptos, que permearam a fé cristã (Mt 13:33; 16:12). Foi uma mulher -- Eva -- que "sendo enganada, caiu em transgressão" (1 Tm 2:14).
"mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências" (2 Tm 3:6) que são cativadas por homens perversos nestes perigosos últimos tempos. É uma mulher -- Jezabel -- que permanece como exemplo histórico no Antigo Testamento de tudo o que é repugnante e perverso; que permanece figuradamente no Apocalipse como exemplo da corrupção eclesiástica e depravação religiosa da pior espécie (Ap 2:20).
Hoje em dia, a grande maioria dos médiuns espíritas são mulheres; o espiritismo moderno começou com mulheres -- as irmãs Fox nos Estados Unidos. Foi uma mulher histérica -- a Sra. White -- que através de suas blasfemas pretensões tornou-se a líder e principal inventora desse sistema maligno chamado Adventismo do Sétimo Dia. A Ciência Cristã -- que não é cristã nem ciência -- deve sua origem à uma mulher, a Sra. Eddy. A teosofia, assim conhecida no hemisfério ocidental, foi popularizada por uma mulher -- Madame Blavatsky -- e sua obra foi continuada por outra mulher, a Sra. Beasant.

INSTRUÇÕES BíBLICAS DECISIVAS

Lemos em 1 Coríntios 14:34,35: "As mulheres estejam caladas nas igrejas; porque lhes não é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é indecente que as mulheres falem na igreja." Está bem claro que a mulher participar publicamente na igreja é um desafio às Escrituras.
Mas dizem que a palavra "falar" significa "tagarelar." Dizem-nos que os homens sentavam-se de um lado e as mulheres de outro nas assembléias cristãs como era o costume nas sinagogas judias daquele tempo. Dizem-nos que as mulheres causavam escândalo nos cultos públicos "tagarelando." Mas a palavra "falar" não significa tagarelar -- significa mesmo falar e é a mesma palavra usada na Bíblia quando se faz referência a Deus falando.
Outros insistem que isto só se aplica às mulheres casadas. Mas parece absurdo demais supor que uma mulher poderia falar um dia antes de seu casamento, para não poder fazê-lo um dia depois. O fato é que as Escrituras consideram as mulheres de forma generalizada como estando casadas, daí terem de interrogar a seus maridos em casa (1 Co 14:35). Naturalmente uma mulher solteira poderia apropriadamente interrogar algum irmão casado e ficar bem dentro do espírito das instruções divinas.
Mais uma vez as Escrituras declaram que "se alguém cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são MANDAMENTOS DO SENHOR" (1 Co 14:37). Além disso, a passagem em 1 Timóteo 2.8 é bastante clara: "Quero pois que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda." Aqui a palavra significa exatamente "homens" em contraposição a "mulheres". No versículo seguinte o apóstolo fala de mulheres, em contraposição a homens, exortando-as à modéstia e simplicidade nas roupas e ornamentos. E então o apóstolo acrescenta: "A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. Não permito, porém que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido (ou "sobre o homem" conforme algumas versões), mas que esteja em silêncio" (1 Tm 2:11,12).
Isto leva a questão para além de 1 Coríntios 14, onde o que se tem em vista é a conduta na assembléia. 1 Timóteo 2:11,12 trata da conduta entre homem e mulher, e poderia incluir qualquer testemunho público, onde ambos os sexos estivessem presentes.
Dois motivos são apresentados:
1. "Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva" (1 Timóteo 2:13). Evidentemente é o motivo mais forte, conforme a ordem da criação; a ilustração também se refere a Cristo e à igreja.
2. "E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão" (1 Timóteo 2:14). Aqui podem ser vistas as conseqüências governamentais como resultado da primeira mulher não ter se sujeitado à ordem Divina.

O DIVINO TIPO É ARRUINADO

Além do que já vimos, quando a mulher saiu do seu lugar, arruinou o tipo do homem e da mulher ilustrando Cristo e a igreja. Lemos: "Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo varão, e o varão a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo" (1 Co 11:3).
Mas o leitor poderá argumentar que as Escrituras falam de mulheres orando e profetizando (1 Co 11:5); que as filhas de Filipe profetizaram (At 21:8,9), embora jamais tenha sido mencionado que profetizassem diante de Paulo, conforme muitos declaram; e que as mulheres trabalharam com Paulo no Evangelho. E o leitor poderá ainda perguntar se isto não prova seus direitos de ministrar publicamente.
Tudo isso mostra haver lugar para um serviço muito propício e abençoado. Quão bom seria se houvesse mais desse tipo de serviço! Mas claramente não inclui o ministério na assembléia, ou o testemunho público diante de uma audiência mista de homens e mulheres. Se o fizesse, as Escrituras estariam em contradição. Se o Espírito Santo levasse mulheres a praticar tal coisa, Ele as levaria a violar as Escrituras dadas pelo mesmo Espírito Santo, o que seria inimaginável.
Alguém poderá dizer que mulheres evangelistas já foram usadas por Deus. Sim, é verdade, mas não constitui prova de que estivessem certas, e com toda certeza teriam sido ainda mais usadas se o seu serviço fosse mantido dentro dos limites permitidos. "Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros" (1 Sm 15:22).
Há um campo amplo para o ministério das mulheres, entre as mulheres e crianças, reuniões de mães, trabalho com crianças na Escola Dominical, etc., além de poderem ajudar os servos do Senhor de modo semelhante ao das mulheres que trabalharam com Paulo. O conforto e o estímulo que uma mulher cristã ativa e piedosa -- movida pelo amor a Cristo e às almas e ainda assim governada pelas Escrituras -- pode prestar é incalculável. Quando encontramos tais mulheres, respeitamo-las profundamente.
Maria ungiu o Senhor para o Seu sepultamento. Marta serviu ao Senhor muito bem. Febe foi uma servidora da igreja e socorreu a muitos. Lídia hospedou o Apóstolo Paulo em sua casa. Priscila, sujeita à supremacia e liderança do seu marido, ajudou Apolo a entender melhor os planos de Deus. As mulheres trabalharam com Paulo na pregação do Evangelho. Que pudéssemos encontrar as descendentes dessas piedosas mulheres em cada cidade ou vila do mundo! Que serviço apropriado e abençoado! Não há razão para as mulheres se lamentarem das restrições divinas para o seu serviço. Há mais trabalho para elas do que jamais poderiam assumir.
Que as mulheres cristãs partam de seu estudo das Escrituras determinadas, pela graça de Deus, a obedecer às suas instruções quanto ao seu relacionamento com o homem. Que possam estar prontas a ilustrar, por seu comportamento, a maravilhosa verdade referente a Cristo e à igreja; a ser um testemunho individual de protesto contra o espírito de anarquia deste século; a se gloriar pelo lugar maravilhoso e único que lhes foi. Então Deus será glorificado. Então sua verdadeira utilidade estará plenamente à disposição. Então os homens cristãos as respeitarão profundamente, sendo ajudados e influenciados por elas, e descobrirão o que significa verdadeiramente a maravilhosa palavra --AJUDADORA -- a qual só pertence às mulheres. A. J. Pollock
PENSAMENTO: O espírito de obediência é o grande segredo de toda a devoção. A fonte de todo o mal, desde o princípio, tem sido a vontade independente. Obediência é a única condição adequada à criatura, caso contrário Deus deixaria de ser Supremo -- deixaria de ser Deus. Onde quer que haja insubordinação haverá também o pecado. Se esta regra for lembrada, seremos maravilhosamente ajudados por ela em guiarmos nossa conduta.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Nossa falta de compromisso






 
O compromisso com Deus e não com Homens

“Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem”.
1 Timóteo 4 : 14 a 16
“Participar dos ministérios e departamentos da igreja não é cumprir formalidade, é honrar o compromisso assumido, parte fundamental para o êxito em fazer a obra de Deus com zelo”.
Tenho enfrentado lutas ao excesso de faltas . Dor de cabeça, dor no pé, mal estar repentino, falta de desejo de tocar , visita à casa de parentes e tantas outras desculpas tentam justificar as constantes faltas e até em alguns casos o desligamento inesperado.
É nos cultos de doutrina, que tenho sofrido mais, não muitos dias atrás em um culto de doutrina, demorei-me um pouco para sair da igreja quando inesperadamente e de forma estratégica uma membra surge na rua de trás, (“para não passar em frente à igreja”), vindo de outra igreja.
“ Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, “...
Hebreus 10.25
Tudo é motivo para faltar – estudos, festas, família, dinheiro ,namoro... É claro que não podemos julgar as pessoas, mas como participantes da obra do Senhor sabemos que existem aqueles que criam situações inimagináveis e até hilárias para faltar e até abandonar a obra . Mal sabem eles que assumiram em público um compromisso com Deus e não com o pastor da igreja ou membros da igreja .
Infelizmente, muitos agem como “fogo de palha” na obra de Deus. São formidáveis nos primeiros meses , falam que “vão fazer e acontecer”, mas depois começam a criar situações diversas para não cumprir com os propósitos de Deus aqui na Terra .
O compromisso é a marca registrada do crente. É como se fosse o “selo de qualidade cristã ”. Por isso, ao assumir o compromisso de participar de algo, a pessoa deve fazer o possível para cumpri-lo, caso contrário, as coisas começam a desandar. Comprometimento é preciso. Faltar, só se houver realmente necessidade.
É comum as pessoas aceitarem facilmente o convite para uma festa ou um passeio, mas quando o assunto é igreja não têm a mesma disponibilidade. Inventam desculpas e colocam tudo acima da igreja, ou devo dizer de Deus, claro. Pois não é para ele o nosso trabalho ou ele é um mero expectador da nossa vida que sempre fica em segundo lugar?
Ø Portanto cabe ao líder tomar decisões para um desenvolvimento dos membros e liderados.Algumas dicas:
Não seja um líder autoritário, isto é, mandão, que não ouve os liderados, que é grosso ao falar, prepotente e que acha que só a opinião dele é que conta. Um líder que age assim, “espanta” os seus liderados.
Saia da mesmice. Utilize vídeos, DVDs, realize palestras, convide pessoas para falarem a respeito da área com a qual vocês estão trabalhando. Se for um grupo de louvor, por exemplo, chame alguém para dar um palestra interessante ao grupo.
Ø Para o liderado
Se você fosse o líder, certamente não gostaria que os seus liderados faltassem sem uma justificativa convincente. Então, não aja da mesma forma.
Seja participante e pergunte sempre que não souber de algo ou quando não entendeu. Caso não queira interromper o pastor, regente, etc... pergunte ao final do mesmo.
Não seja um liderado “problema”, aquele que vive faltando, que não tem compromisso com Deus e com o seu líder e faz o que quer. Lembre-se: Deus tudo vê !
»SALMOS 139
·A ONIPRESENÇA E A ONIPOTÊNCIA DE DEUS
Salmo de Davi para o músico-mor
1 SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.
2 Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
3 Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
4 Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces.
5 Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão.
6 Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir.
7 Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
8 Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
9 Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
10 Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
11 Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
12 Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa;
Que Façamos o melhor para o Senhor então.


Pastor Nilton Arruda
Igreja Cristo Salva Ministério Cumbica/Setor Vila Any

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Salvação


Salvação
Mt 18. 11 Porque o Filho do homem veio [salvar] o que se tinha perdido.”
Existe uma verdade fundamental dentro do plano de salvação de Deus: em seu atributos diretos e incomunicaveis, escolheu manifestar tua bondade à um povo que não merecia, perdendo seus pecados. Esse ato de perdão chama-se “A GRAÇA DE DEUS”  Jo 3.16.
Mas a graça não perdoa pecado Rm 6.23, Deus não pode deixar de aplicar sua justiça, contra o pecado, mas o sacrifico vicário  satisfez completamente a justiça divina. O preço do pecado foi pago assim: Rm 8.21.

Porque necessitamos de salvação?

Rm 3. 23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.”
Por   causa do homem Adão, todos se tornaram pecadores e deverão receber como castigo, a morte, que é o salário do pecado Rm 6.23.
Em muitas religiões na tentativa de escaparem da condenação, eterna apontam um meio de se salvarem exemplo: boas obras, promessas, sacrifícios.... Porém a base da salvação consiste na  fé e na aceitação do plano redentor na pessoa do Senhor Jesus. At 4. 12 “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.”

Quem  tem direito à Salvação?

Mt 10.6  “Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel”
Mt 15.24 “ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.
Jo 1. 11-12  Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.Mas, a todos quantos  o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;”
Gn 12.3 “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.”
Temos ouvido muitos pregadores dizendo “ Jesus veio para os judeus, mas GRAÇAS  A  DEUS que os judeus não receberam, por isso nós alcançamos a salvação.
Essa afirmação é insustentável  biblicamente falando e tão somente demonstra  o desconhecimento e despreparo dos que assim pregam, limitando o plano de salvação para o mundo.
Entendo que o povo de Israel foi escolhido para através dele , viesse nascer o Salvador do mundo, era incubencia dos  israelitas fazer Deus conhecido em todo mundo, mas infelizmente falharam e por isso Jesus teve que vir e se tornar a benção de todas as nações. Independente da aceitação ou não dos judeus, Jesus viria para restaurar a humanidade perdida e reconduzi-la a Deus.
Is 49.6 “Disse mais: Pouco é que sejas o meu servo, para restaurares as tribos de Jacó, e tornares a trazer os preservados de Israel; também te dei para luz dos gentios, para seres a minha salvação até à extremidade da terra.”
Is 15.2 “O SENHOR desnudou o seu santo braço perante os olhos de todas as nações; e todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus.”
At 13.47 “Porque o Senhor assim no-lo mandou: Eu te pus para luz dos gentios, A fim de que sejas para salvação até os confins da terra.”

QUEM  DIREITO  A  SALVAÇÃO?  TODOS OS CRÊEM E CONFESSAM  O  SEU  NOME.

Os elementos da Salvação

1.      Graça
Ef  2.8 “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.”

Tt 2. 11”Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens,”
A graça de Deus aparece 100 vezes no AT  e 200 vezes no NT, sem contar os sinônimos, a graça de Deus é a fonte da salvação, vem do grego charis (favor imerecido; cuidado; ajuda; benevolência), é dom de Deus.

2.      Sangue
Hb  9.22b  “...e sem derramamento de sangue não há remissão.”

                A aplicação do sangue para cobrir pecados tem seu inicio no Éden, quando Deus mata um animal para cobrir a vergonha do homem. Matando um animal e consequetemente derramando seu sangue, para fazer vestes para o homem. Hb 9. 12 “Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.”

3.     
Hb 11.6 “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.”

                Deus estabelece o plano da salvação , consumado em Jesus, que pelo Espírito Santo convence ao homem, que por meio da fé, possa se apropriar do sangue de Cristo e alcançar a graça de Deus, tornando-se salvo(um filho de Deus.

Em resumo:     A Graça é a fonte da salvação;
                               O Sangue é a base da salvação;
                               A Fé é o meio para se chegar a salvação.

E isso é em suma  falando de uma forma recapsulada pois ainda há inserida nesse contexto: arrependimento; conversão; justificação; adoção; regeneração; santificação; glorificação e muito mais dentro da matéria de Soteriologia em Teologia Básica.

                Venha fazer um curso de teologia conosco na Rua Turibio Pinto de Carvalho, 05 Joemi (subindo direto a rua de onde sai os ônibus para o Terminal Pimentas) – Guarulhos SP.

INFORMAÇÕES  LIGUE:
(11) 6893-4217 (Oi)
(11) 5498-4118(Tim)
           
Pr. Nilton Arruda
Educador Cristão